Conceitos TI

O que é Tecnologia da Informação?

Por Ulysses Dutra | 08.09.21

TI é uma abreviação de “Tecnologia da Informação” e refere-se ao conjunto de soluções empregadas no desenvolvimento, manutenção e uso de computadores, softwares, sistemas e redes. Entenda porque esse setor é fundamental para as empresas

Para a maioria das pessoas, quando se fala em TI ou tecnologia da informação, logo vem à mente os profissionais que você busca quando precisa de ajuda com um problema no computador.

Embora não seja uma visão totalmente errada, ela subestima um potencial que vem evoluindo rapidamente com a transformação digital.

Impulsionada pela chegada de inovações como 5G, Internet das Coisas, Computação na Nuvem, Computação de Borda e Inteligência Artificial, a tecnologia da informação se torna cada vez mais estratégica para todos os tipos de negócios.

Essa tendência é reforçada por um relatório da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). Segundo o estudo, o setor de tecnologia da informação (TI) deve receber investimentos de R$ 845 bilhões até 2024.

Mas o que é tecnologia da informação (TI)?

Tecnologia da informação (TI) refere-se ao conjunto de soluções empregadas no desenvolvimento, manutenção e uso de computadores, softwares, sistemas e redes, voltados para criar, processar, armazenar, proteger e trocar dados e informações.

Normalmente, o conceito é usado para se referir à tecnologia no contexto das operações de negócios, o que abrange tanto a tecnologia da computação, quanto às telecomunicações. Ou seja, TI representa qualquer atividade, dispositivo ou sistema envolvido na transmissão de dados e informações, bem como na comunicação.

O que é tecnologia da informação

Como funciona o setor de tecnologia da informação nas empresas?

Dentro de uma empresa, o departamento de TI garante que sistemas, redes, dados e aplicativos estejam conectados e funcionando. Para isso, é preciso contar com um time de profissionais com diferentes conhecimentos, funções e responsabilidades.

Portanto, o departamento de tecnologia da informação pode ser dividido em quatro áreas principais:

1) Administração

Atua com a implantação, gestão e monitoramento do dia a dia do departamento de TI, incluindo sistemas, redes e aplicativos. 

Em geral, os administradores também executam uma série de outras funções, como compras, atualizações de software, treinamento de usuários, segurança, gerenciamento de licenças de software, gerenciamento de dados e observação sobre aderência e cumprimento de processos de negócios e requisitos de conformidade.

Leia mais: Gestão de TI: o que é e como usar de forma estratégica no seu negócio

2) Suporte ou help desk

Sabe quando você chama o “moço da TI?” Normalmente esse atendimento é prestado pela equipe de suporte, que tem a responsabilidade de esclarecer dúvidas, coletar informações e solucionar problemas com dispositivos, softwares e redes.

Além disso, o suporte de tecnologia da informação normalmente inclui o auxílio na tomada de decisões relativas à aquisições e mudanças tecnológicas, seguindo fluxos de trabalho e processos de suporte estabelecidos para:

  • Gerenciamento de backup;
  • Recuperação de dados e aplicativos;
  • Monitoramento e análise de desempenho.

Leia mais: Como construir um inventário de TI?

3) Desenvolvimento e gestão de aplicativos

Desenvolvedores ganham cada vez mais importância nas operações de TI de muitas organizações. Afinal, a maioria atravessa uma reestruturação a partir da digitalização de produtos, serviços e processos.

Por isso, em muitos segmentos, os desenvolvedores podem atuar na criação e gestão de aplicativos móveis, landing pages, sites interativos e chatbots, entre outras soluções digitais próprias, como também as APIs, interfaces que permitem interações suaves e contínuas entre aplicativos, para uma experiência do usuário fluida e coesa.

4) Segurança da informação e conformidade

Supervisiona a segurança digital e a governança de aplicativos, serviços, infraestrutura, processos e dados. Portanto, é a área responsável por dois pilares de grande relevância:

1. Garantia da defesa de softwares, hardwares, redes, dados e informações digitais, contra ameaças como roubos e vazamentos, ou o acesso de pessoas não autorizadas.

2. Cumprimento e conformidade da operação com regulamentações oficiais, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e legislações específicas de cada setor.

Para executar essas tarefas com eficiência, a equipe de segurança de TI precisa estar em permanente contato com os departamentos jurídico e administrativo para prevenir, detectar, investigar e relatar possíveis violações.

Leia mais: ISO 27001: tudo que você precisa saber sobre a certificação

Além de contar com uma boa equipe e processos bem definidos, um setor de TI normalmente faz uso de diversas plataformas para executar suas atividades de forma organizada e, muitas vezes, automatizada. Dentre eles: sistemas de help desk, softwares para gestão de ativos, licenças e contratos, inventário de TI, dentre outros.

VC-X SONAR: UMA PLATAFORMA COMPLETA PARA DESCOMPLICAR A TELECOM E TI DA SUA EMPRESA. USE GRATUITAMENTE

Cargos e funções em alta no setor de tecnologia da informação

Uma pesquisa do Linkedin apontou os 25 cargos em alta para 2022, sendo que metade deles estão diretamente relacionados ao setor de TI. Todos tiveram um crescimento na oferta de vagas nos últimos 5 anos.

Dentre os empregos em alta no setor de TI, estão:

  • Recrutador(a) especializado(a) em tecnologia
  • Engenheiro(a) de confiabilidade de sites, também conhecido como: Site Reliability Engineer – SRE
  • Engenheiro(a) de dados (Data engineer)
  • Especialista em cibersegurança
  • Engenheiro(a) de machine learning, também conhecido como: Engenheiro(a) de aprendizado de máquina)
  • Cientista de dados, também conhecido como Analista de dados, Data Science Specialist
  • Analista de desenvolvimento de sistemas
  • Engenheiro(a) de robótica
  • Desenvolvedor(a) Back-end
  • Consultor(a) de gestão de dados, também conhecido como Arquiteto(a) de Dados

Também são cargos importantes para o setor de TI das empresas:

Chief Technology Officer (CTO) ou Diretor de Tecnologia – é quem define as metas e políticas de tecnologia dentro da empresa, portanto significa o cargo mais alto no departamento de TI. Tem a responsabilidade de observar as necessidades de curto e longo prazo para otimizar investimentos em tecnologia, assegurando o retorno financeiro e o cumprimento de metas estratégicas de negócio.

Gerente de Projetos ou Product Owner – cria, planeja e controla a execução de projetos em desenvolvimento de aplicativos e softwares.

Administrador de Redes – configura, gerencia, oferece suporte e soluciona problemas nos ambientes de redes de servidores e data centers, bem como atualiza hardwares e softwares.

Analista de Suporte ou help desk – presta suporte para dúvidas e problemas técnicos, fornecendo assistência para clientes internos ou externos.

Especialista de Business Intelligence (BI) – organiza a coleta e monitoramento de dados com objetivo de extrair informações e insights estratégicos para os gestores tomarem melhores decisões de negócio.

Gerente de segurança de TI – responsável por garantir que dispositivos, softwares, redes e dados da empresa e dos usuários de seus serviços estejam protegidos contra roubos, fraudes, vazamentos ou acesso não permitido.

Desenvolvedor ou Engenheiro de Software – responsável pelo desenvolvimento de softwares e sistemas, através da programação, que é a escrita de códigos digitais. Além disso, cuida também das atualizações e testes.

Especialista em Computação na Nuvem – garante a segurança, disponibilidade e eficiência das soluções em Computação na Nuvem.

Chief Data Officer (CDO) – é um cargo bem recente, que representa o profissional responsável por liderar a transformação digital nas empresas. Sua função é garantir que tecnologias como Big Data, Internet das Coisas, Inteligência Artificial e metodologias inovadoras, como Design Thinking, Scrum, DevOps e MVP, sejam adotadas de forma eficaz, com agilidade.

A importância da TI na era da transformação digital

Atualmente, produzir excelentes produtos e entregar serviços impecáveis é essencial  para garantir o sucesso nos negócios. Hoje, toda empresa precisa ser capaz de fornecer o produto certo, para a pessoa certa. Ou seja, precisa adotar uma abordagem centrada no cliente.

Nesse sentido, a tecnologia da informação auxilia no aperfeiçoamento de diversos processos básicos que facilitam essa tarefa. A tecnologia oferece apoio para o funcionamento geral da operação, como:

  • Desenvolvimento e design de produtos;
  • Marketing e pesquisa de mercado;
  • Vendas e faturamento;
  • Geração de leads e retenção de clientes;
  • Contabilidade e impostos;
  • Recursos humanos e folha de pagamento;
  • Conformidade regulatória.

Leia mais: O que é transformação digital?

Além disso, hoje, assim como a maioria das pessoas, as empresas também possuem uma série de dispositivos conectados, incluindo smartphones, tablets, laptops, até assistentes de voz, consoles de jogos e termostatos, por exemplo.

Juntos, todos esses equipamentos criam um ambiente complexo e com alguns riscos para a segurança digital das empresas. Isso requer os serviços de um bom departamento de TI, para inventariar, gerenciar, proteger, manter e atualizar todos os dispositivos, softwares, redes e sistemas.

Portanto, independente do tamanho ou segmento, para sobreviver e prosperar em meio à uma economia digital em rápida evolução, toda empresa deve contar com um departamento de tecnologia da informação bem preparado.

Leia mais: 12 tendências de telecom e TI para 2022

Avatar Ulysses Dutra

Por

Ulysses Dutra


Redator, jornalista e músico, aficionado por tecnologia & inovação, geopolítica e rock’n’roll/blues/funk/reggae/samba/soul

wid.studio