Conceitos Telecom

O que é o roaming?

Por Ulysses Dutra | 03.12.21

O roaming permite utilizar funções e serviços do seu celular mesmo fora da área de cobertura da sua operadora. Veja como isso acontece e saiba como economizar

Sempre que você viaja para um destino com um DDD diferente da sua área ou para o exterior, seu aparelho celular passa a fazer o roaming. Dessa forma, você pode continuar efetuando e recebendo chamadas, enviando mensagens e utilizando os dados móveis.

Provavelmente você já percebeu a letra R surgir no alto da tela do seu aparelho quando está viajando, não é? É o sinal de aviso de roaming.

Nesse post, vamos conhecer mais sobre o roaming de voz e de dados, as diferenças entre o roaming nacional e internacional e dicas para economizar com esse serviço, mantendo os bons indicadores de desempenho na sua gestão de telecom.

O que é roaming e como funciona

Roaming ou deslocamento é o termo utilizado para quando um usuário de uma operadora sai da área de cobertura da sua operadora e continua utilizando o aparelho para efetuar e receber chamadas (roaming de voz) ou acessar os dados móveis (roaming de dados) para enviar mensagens e acessar a internet.

O roaming acontece para permitir a continuidade de conexão através das redes visitadas, seja dentro do país ou no exterior. Isso é possível graças a acordos entre a sua operadora e as operadoras locais disponíveis.

Assim, quando você se desloca para fora da área geográfica coberta pela sua operadora, seu aparelho continua buscando conexão com as antenas mais próximas. As redes visitadas identificam o dispositivo visitante e buscam por sua rede de origem.

Dessa forma, por meio das regras definidas entre as operadoras, a rede doméstica irá informar se o aparelho está habilitado, ou não, para o roaming e a partir daí pode começar a itinerância de voz e dados.

Para realizar chamadas em roaming nacional (deslocamento), as operadoras não cobram taxas adicionais ou excedentes. Todas as operadoras já atuam com planos de voz ilimitados, até mesmo para clientes pré-pagos.

Mas importante: para garantir que você não terá nenhuma cobrança extra, as operadoras exigem que você utilize o CSP (Código de Seleção de Prestadora) correspondente para fazer ligações. É aquele número que você disca antes do DDD (015, 021, 014, dentre outros).

Já para utilizar a internet móvel, ou seja, o roaming de dados, caso você esteja em um local coberto pela rede da sua operadora não há nenhuma tarifa extra, conforme determinado pela Anatel. Isso significa que independente de onde estiver, o consumidor paga o mesmo valor para utilizar os dados móveis, seja para os planos controle, pré ou pós-pagos.

Claro, isso vale quando falamos do roaming nacional. Para o roaming internacional, as regras são outras.

Qual a diferença entre roaming nacional e roaming internacional?

A diferença é muito simples. Se a rede visitada estiver dentro da área geográfica do mesmo país que a rede doméstica, estamos falando de roaming nacional. O roaming nacional também é conhecido como deslocamento, comum em viagens dentro do país.

Já se a rede visitada estiver fora do país de origem, falamos de roaming internacional. Diferente de quando o cliente está em deslocamento no seu próprio país, o roaming internacional não acontece de forma automática. É muito comum que clientes corporativos das operadoras cheguem em solo estrangeiro e não consigam utilizar os serviços.

Isso ocorre pois é necessário realizar a liberação do serviço ainda no Brasil. No caso dos telefones corporativos, ainda é preciso verificar se não há nenhum tipo de bloqueio para roaming internacional na plataforma de gestão de cada operadora (gestor online).

A maior parte das operadoras brasileiras possui acordos com operadoras internacionais, como Orange, Vodafone, O2, Movistar. Algumas operadoras que mantêm operação em outros países – como TIM e Claro – utilizam seu próprio sinal.

Como funciona o roaming internacional?

Quando o usuário viaja para o exterior, ele “empresta” a infraestrutura de outra operadora que habilita o aparelho do visitante em sua rede. A partir daí, a operadora local fica responsável por fazer os dados do visitante chegarem até a sua rede de origem, além de contabilizar os serviços prestados e cobrar da operadora doméstica.

Mas isso varia muito em relação ao país visitado e do acordo entre as operadoras. Conforme já foi dito, prestadoras como Claro e TIM possuem operação internacional e utilizam a rede própria, mesmo que em roaming. Porém, alguns destinos remotos e com particularidades – como Kabul e China, por exemplo – têm um controle maior de utilização das redes e, nesses casos, o tráfego é feito por redes parceiras.

Por isso, antes de fazer qualquer viagem para fora do país, sempre é válido fazer um contato com a sua operadora para se certificar de quais são as regras de roaming para aquele destino específico.

No caso de alguns planos pós-pagos e corporativos, algumas operadoras incluem o roaming internacional ilimitado em determinadas ofertas. Em outros casos, as operadoras oferecem a opção de cobrança avulsa. O cliente pode adquirir pacotes diários, semanais, mensais ou anuais, de acordo com a sua necessidade.

É válido lembrar que sempre quem paga pelo serviço de roaming é quem está fora do seu DDD de origem. Ou seja, se você recebe uma chamada de voz ou um SMS, e está fora da sua área de cobertura da sua operadora, você é quem paga pelo serviço de roaming.

Para evitar que os gastos com telecom durante viagens de trabalho ou lazer acabem se tornando inviáveis, existem algumas dicas e opções.

1) Compre um chip de uma operadora local

Apesar da necessidade de trocar o número de celular, a maioria das pessoas que se deslocam para o exterior acaba escolhendo essa opção, principalmente se a viagem for mais longa. Mas, para isso, é preciso que o aparelho esteja desbloqueado.

Por isso, antes de viajar instale um chip de uma operadora diferente da sua e faça o teste. Caso seu celular funcione normalmente, é porque está desbloqueado.

Você também pode digitar *#06# no menu discar do seu telefone (como se estivesse realizando uma chamada) para conhecer o número IMEI do seu aparelho. Pelo número do IMEI, é possível saber se há algum registro de impedimento ou bloqueio no aparelho.

Além disso, você ainda pode contatar sua operadora para saber se o seu aparelho é desbloqueado ou não, mas nem sempre elas conseguirão fornecer a informação correta. Essa verificação funciona nos casos em que os aparelhos são comprados direto com as operadoras. Já para os casos em que os aparelhos são comprados de outros fornecedores, a operadora normalmente vai indicar que a consulta seja realizada diretamente junto ao fornecedor (Nokia, Apple, Motorola).

Vale lembrar que, conforme determinação da Anatel, todas as operadoras são obrigadas a desbloquear um aparelho a qualquer momento e de forma gratuita, deixando o consumidor livre para usar chip de qualquer prestadora.

Com o celular desbloqueado, compre um chip local ao chegar no exterior e insira em seu aparelho. O ideal é adquirir um bom plano pré-pago local, com pacote de chamadas internacionais e sem contrato. Assim você pode administrar melhor os gastos e comprar um pacote por um período de tempo, limitando o consumo ao que for adquirido, o que evita surpresas com tarifas inesperadas de roaming.

Entretanto, para telefones corporativos, manter o número do celular durante as viagens é na maior parte dos casos fundamental. Por isso, existem outras dicas valiosas para economizar com o roaming nessa situação.

2) Sempre que possível utilize uma rede wi-fi e o VoIP

Mesmo que você mantenha seu chip e número durante a viagem, ou se adquirir um chip local, você pode economizar usando uma rede wi-fi sempre que estiver disponível, tanto para fazer ligações VoIP por Skype, WhatsApp, Viber ou Facebook Messenger, quanto para enviar mensagens e utilizar aplicativos.

Evidentemente, essa dica também vale para economizar com o roaming nacional, assim como as duas próximas.

Leia mais: O que é VoIP e como essa tecnologia funciona

3) Desative o roaming de dados em seu aparelho

Você pode ativar e desativar sempre que quiser a função de roaming de dados no celular ou smartphone. Basta seguir alguns passos:

No sistema Android, vá em: Ajustes ou Configurações > Redes Sem Fio > Mais… > Dados em Roaming

Como desativar o roaming de dados no Android

No iPhone, vá em: Ajustes ou Configurações > Celular > Opções de Dados de Celulares

Como desativar o roaming de dados no Iphone

4) Limite o uso de dados móveis

Outra boa opção para economizar durante as viagens é limitar o consumo de dados móveis desativando essa função e utilizando somente redes wi-fi.

Para isso, no Android vá em: Ajustes ou Configurações > Dados Móveis

Como limitar o uso de dados móveis no Android

No iPhone, vá em: Ajustes > Celular > Dados Celulares

Como limitar o uso de dados móveis no Iphone

5) Desative as atualizações automáticas

Por último, é bom desativar também as atualizações automáticas que rodam em segundo plano, e que geram um consumo de dados que pode trazer surpresas com o roaming na sua fatura.

Calcula-se que um smartphone pode consumir até 30% do pacote de dados com atividades de aplicativos em segundo plano, ou seja, sem que você nem se dê conta.

Portanto, no Android, siga esses passos:

  1. Abra o app Play Store
  2. No canto superior, toque no ícone do seu perfil
  3. Clique em Configurações > Preferências de rede > Atualizar apps automaticamente
  4. Selecione uma destas opções: “Somente por Wi-Fi” para atualizar apps somente quando conectado a uma rede wi-fi, ou “Não Atualizar apps automaticamente”
Como desativar atualizações automáticas no Android

No iPhone, as etapas são:

  1. Clique em Ajustes
  2. Abra o App Store
  3. Ative ou desative a opção “Atualizações de Apps”
Como desativar atualizações automáticas no Iphone

Conclusão

Para usuários que se deslocam com telefones corporativos, manter o chip e número quando estiverem em viagem é essencial. Por isso, para evitar gastos excessivos com o roaming nacional ou internacional, o ideal é encontrar um plano que atenda às suas necessidades específicas de negócio.

Leia mais: 8 dicas para contratar o plano móvel ideal para telefones corporativos

Cada operadora possui diversas opções e é preciso entender qual é a melhor solução para sua empresa economizar com o roaming. Isso pode ser feito de uma forma mais fácil com o uso de ferramentas automatizadas para a gestão de telecom, que descomplicam essa escolha e ajudam a encontrar a melhor solução em um só lugar, de forma rápida e eficiente.

Avatar Ulysses Dutra

Por

Ulysses Dutra


Redator, jornalista e músico, aficionado por tecnologia & inovação, geopolítica e rock’n’roll/blues/funk/reggae/samba/soul

wid.studio